ESPECIAL: O que as religiões não querem que você saiba

O Site Bnei Noach
Projeto Noaismo Info
ORGULHOSAMENTE APRESENTA,
GRAÇAS A D’US,

MATÉRIA ESPECIAL

 

O que as religiões não querem que você saiba

 

O que é e o que não é o movimento Bnei Noach (também chamado de noaísmo ou de noaítismo)?
E por que este movimento deve ser disseminado?

 

O noaismo ou movimento Bnei Noach da Torá é um caminho de Espiritualidade. Cada não-judeu deveria seguir este Caminho, que é o Caminho traçado para ele pelo CRIADOR.

Cada pessoa é livre para tomar suas próprias decisões. O bom é que você tem as opções para tomá-las. Você pode escolher. Se você erra, é por sua própria decisão. Cada um deve pensar e decidir por si mesmo se ficará como está ou se fará uma mudança em sua vida.

É por isso que difundimos a identidade noaítica. É necessário que ESTE conhecimento também seja difundido. O objetivo é motivar as pessoas a pensar, a investigar e verificar o que lhes está sendo dito.

Acredito que cada pessoa lê o que quer ler. Ela pode escolher visitar um site e ler os posts ou não. Nós, noaítas, ou Bnei Noach, NÃO EVANGELIZAMOS ninguém. “Nós não fazemos proselitismo.”

Esta não é uma nova religião ou seita. Estamos simplesmente dizendo às pessoas para que descubram o que já SÃO por natureza, sua própria identidade, e para que assumam-na responsavelmente. Refiro-me à sua Espiritualidade, sem templos nem pastores nem dogmas. Refiro-me à sua relação com O CRIADOR e à sua missão no mundo, a de construir shalom (harmonia global).

Todos os gentios são potencialmente noaítas. Somos todos filhos de Noah. Mas nem todos nós o sabemos e nem todos nós assumimos nossa identidade e cumprimos o Pacto Noaítico das sete leis universais.

O movimento Bnei Noach NÃO É UMA RELIGIÃO. A religião é uma criação humana e não é compatível com a espiritualidade noaítica. A religião é uma adulteração do código da Lei Divina e, portanto, é abominada pelo CRIADOR. Cada ser humano não tem que seguir NEM UMA religião, apenas conectar-se com A DIVINDADE e promover shalom e os bons valores no mundo.

Um seguidor desta ou daquela religião continuará sendo o que já é: potencialmente um filho de Noé. Mas quando o termo noaíta, ou Ben Noach, é usado, refere-se a um filho de Noé que assume sua identidade e que a vive de forma responsável. Uma pessoa com crenças pagãs não seria um bom filho de Noé, se quisermos chamá-la assim.

O noaismo é o monoteísmo autêntico. Abraham, por exemplo, não pertencia a religião alguma. Ele foi alguém que descobriu o verdadeiro monoteísmo e começou a vivê-lo e a difundi-lo entre todos os que estavam ao seu alcance.

Os hebreus [estavam em um nível de] Bnei Noach até o Pacto do Sinai. É por isso que o judaísmo é outro caminho. É o caminho para aqueles que naturalmente pertencem ao Povo de Israel ou para aqueles que se convertem ao judaísmo. Tanto o judaísmo quanto o noaísmo (o movimento Bnei Noach) defendem os mesmos princípios do verdadeiro monoteísmo da Torá. O povo judeu foi escolhido pelo ETERNO para uma missão especial: ser uma luz para as nações, guardiões da Torá, uma nação de sacerdotes.

Nós noaítas (Bnei Noach) somos ensinados pelo Povo de Israel: por seus Rabinos e Mestres. O Povo de Israel têm não apenas a Torá para os judeus (dos 613 preceitos), mas todo o ensino para os Bnei Noach (noaítas).

Esses são os únicos dois caminhos, que paralelamente levam ao MESMO e ÚNICO D’US.

Por Professor Reuel Rolando

© Professor Reuel Rolando
© Projeto Noaismo Info

Texto recomendado por Rabi Ariel Groisman.

Traduzido do espanhol por Projeto Noaismo Info: © Projeto Noaismo Info

Para a elevação da alma da professora Aurora Rodrigues.

 

A propósito, o próprio Rabi Ariel Groisman explica sobre o desapego à religião:

“Àqueles que estão se aproximando da luz da Torá:
Abandonar a idolatria — de suas crenças, cultos e ambiente — é incômodo (desconfortável) e até doloroso.
Desaprender e se esvaziar disso requer tempo, energia e paciência consigo mesmo.
Libertar-se dos medos fictícios às vezes é assustador.
Mas tudo isto não é nada comparado à liberdade do monoteísmo autêntico, moral e racional, que a Torá instrui para que as pessoas vivam suas vidas cheias de sentido e espiritualidade.
O ETERNO não abandonou o ser humano mergulhado na escuridão. ELE lhe deu a luz da Torá para orientá-lo e caminhar com ELE.”

 

Mas quem é o Professor Reuel Rolando?

“Nasci em 7 de março de 1970 em uma família católica não-observante. Aos 16 anos de idade tive uma experiência espiritual em uma reunião pentecostal à qual fui convidado por um colega de escola. A partir daquele momento, comecei a me consolidar cada vez mais profundamente nas crenças evangélicas, o que me levou a deixar a Igreja Católica. Imediatamente eu me tornei um missionário com todas as letras.

Aos 18 anos eu já era ‘Ministro’ e depois “‘Ancião'”. Com o tempo fui ‘Encarregado de Obra’, até que me tornei ‘Pastor’.

Hoje eu não pertenço a nem uma religião. Apenas acredito no único verdadeiro D’US e procuro cumprir com cada uma de SUAS Leis universais. Minhas convicções são as da Bíblia hebraica, as do judaísmo, mesmo eu não sendo judeu nem pretendendo me tornar um. Sou apenas um gentio que procura agradar ao ETERNO.

Pela idolatria de Jesus, e pela feitiçaria de invocar seu nome para realizar “milagres” e “exorcismos”, eu havia me associado às forças da impureza. Me enganaram ou me enganei, pensei equivocadamente que tudo isso se tratava do CRIADOR. Mas louvo O ETERNO por me libertar através da única Verdade: a Torá.

Hoje, longe da gritaria, do êxtase e das línguas estranhas, ouço uma só língua, a língua sagrada, a língua da Verdade. Sem mistérios nem fábulas. Sem contradições nem complicações. Tudo muito claro e detalhado, para me ajudar em minha correção cada dia e assim eu poder me elevar. E o centro da conversa e da vida em nossa casa hoje é O ETERNO e a Torá.

A Torá nos fala do CRIADOR como O ÚNICO PODER. DELE provém tanto o bem quanto o mal. D’US não tem inimigos e não luta contra ninguém. Tudo o que acontece acontece por SUA Vontade, porque ELE é O ÚNICO REI do Universo. Sustentar que existe uma luta de poderes (entre duas ou mais divindades) e participar dela é pura idolatria e feitiçaria.
Cuidado!”

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info

AGORA VOCÊ PODE LER ONLINE OU OFFLINE O GUIAZINHO 1 COMO LIVRO VIRTUAL

O Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info
(sitebneinoachprojetonoaismo.info)
ORGULHOSAMENTE
APRESENTA,
GRAÇAS A D’US,

 

AGORA VOCÊ PODE LER ONLINE OU OFFLINE O GUIAZINHO 1 (atualizado) COMO LIVRO VIRTUAL

 

Ou seja, tanto pelo computador quanto pelo celular, na Internet agora você pode acessar o nosso livro O GUIAZINHO 1 — o primeiro livro Bnei Noach infantil do Brasil — (uma produção do Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info junto ao seu rabino supervisor, o Rav Shimshon Bisker, de Israel) como um livro virtual e lê-lo quer você continue online ou mesmo se depois de acessá-lo você desligar os dados ou o wifi. Portanto, para aqueles que querem ler O GUIAZINHO 1 mas não querem baixá-lo, seja por falta de espaço no celular, seja pelo motivo que for, agora disponibilizamos, graças a D’US, esta alternativa.

 

BOA LEITURA E BOM ESTUDO!

☝🏼 clique na imagem e acesse GRATUITAMENTE o site (não é necessário cadastro)

© Rav Shimshon Bisker
© Projeto Noaismo Info

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info

AGORA VOCÊ PODE LER ONLINE OU OFFLINE O GUIAZINHO 2 COMO LIVRO VIRTUAL

O Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info
(sitebneinoachprojetonoaismo.info)
ORGULHOSAMENTE
APRESENTA,
GRAÇAS A D’US,

 

AGORA VOCÊ PODE LER ONLINE OU OFFLINE O GUIAZINHO 2 (atualizado) COMO LIVRO VIRTUAL

 

Ou seja, tanto pelo computador quanto pelo celular, na Internet agora você pode acessar o nosso livro O GUIAZINHO 2 (uma produção do Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info junto ao seu rabino supervisor, o Rav Shimshon Bisker, de Israel) como um livro virtual e lê-lo quer você continue online ou mesmo se depois de acessá-lo você desligar os dados ou o wifi. Portanto, para aqueles que querem ler O GUIAZINHO 2 mas não querem baixá-lo, seja por falta de espaço no celular, seja pelo motivo que for, agora disponibilizamos, graças a D’US, esta alternativa.

Lembrando que há outro livro (não-infantil) acoplado ao O Guiazinho 2.

 

BOA LEITURA E BOM ESTUDO!

☝🏼 clique na imagem e acesse GRATUITAMENTE o site (não é necessário cadastro)

© Rav Shimshon Bisker
© Projeto Noaismo Info

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info

Gratidão pela comida

O Site Bnei Noach
Projeto Noaismo Info
APRESENTA

Perguntas e Respostas

 

Estar-se grato pelo alimento

 

Primeiramente, para quem não viu, veja este conjunto de matérias sobre bênçãos.

Qual é a diferença entre bênção e reza?

Tudo o que você Bnei Noach precisa saber sobre bênçãos

Pergunta:
“Por que devemos dar graças a Hashem pelo alimento que ELE nos dá? ELE nos fez; é claro que ELE tem de nos alimentar.”

Resposta:
“Essa é uma velha pergunta que nos fazem muitas vezes. Se ELE nos criou, ELE não deveria ter de nos alimentar?

E a resposta é, por que ELE deveria?!

Digamos que alguém lhe deu um carro e agora você vai à casa dele e toca a campainha. “Está tudo bem?” ele lhe pergunta.

“Não. Estou com um problema” você diz a ele.

“Qual?”

“Acontece que você me deu o carro mas eu também preciso de gasolina!”

“Além de tudo você quer que eu banque a sua gasolina?!”

E assim, HACADOSH BARUCH HU (lê-se Hacadóch Barúrr Hu), O SANTO BENDITO É ELE, lhe deu um corpo. ELE poderia lhe dizer: “Vá procurar comida você mesmo. Oxe! Você não consegue encontrar um supermercado? Um restaurante? Uma feira? EU tenho que trazê-los até você? Eu lhe dei um corpo! Isso já é motivo suficiente pelo qual você deveria ME agradecer por toda a sua vida!”

Assim, é só a ingratidão que causa esta atitude.

É como as crianças de hoje, meninos e meninas. Eles dizem a seus pais: “Quem mandou você me trazer ao mundo? Agora você tem de me sustentar e me comprar um carro e me dar dinheiro para entorpecentes e todo tipo de diversão que eu quiser ter”. E seus pais são burros o suficiente para fazer isso.

Os pais podem dizer: “Olha. Nós lhes demos seus corpos. Cuidem-se de agora em diante e sejam gratos por estarem vivos.”

E assim, se vocês não fossem tão ingratos, vocês estariam agradecendo a Hashem o tempo todo por estarem vivos – vocês nem sequer pensariam em exigir que ELE também lhes desse comida.”

Por Rav Avigdor Miller

 

Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info
O SEU SITE BNEI NOACH

© Rav Avigdor Miller
© Projeto Noaismo Info

Traduzido do inglês por Projeto Noaismo Info: © Projeto Noaismo Info

Para a elevação da alma de D. R. J.

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info

SÉRIE: CONHECENDO D’US (Parte 2 – Porque estamos aqui?)

O Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info
(sitebneinoachprojetonoaismo.info)
ORGULHOSAMENTE
APRESENTA,
GRAÇAS A D’US,

 

SÉRIE:
CONHECENDO D’US
(Parte 2 – Porque estamos aqui?)

 

D’US é Perfeito e SUA Existência não requer mais nada. Em outras palavras, D’US é Perfeito e de forma alguma ELE pode ser melhorado pelo nosso serviço [ie. pela nossa devoção]. ELE também não seria de forma alguma diminuído se não houvesse nada no universo além DELE. Então, por que ELE criou o universo? Isto foi para que ELE pudesse conceder SUA bondade aos outros. D’US é O BEM SUPREMO. SUA sabedoria decretou que isto fosse expresso permitindo que os seres criados se aproximassem DELE, da melhor maneira possível. Assim, embora os seres criados não possam se tornar perfeitos, eles podem emular a perfeição se apegando a D’US.

No entanto, D’US não apenas entrega essa conexão a SUAS criações. SUA sabedoria decretou que essa conexão seria mais significativa se as criações a merecessem. D’US fez com que SUAS criações incluíssem tanto aspectos de perfeição quanto de imperfeição. O mundo, portanto, contém tanto coisas que nos aproximam de D’US quanto coisas que nos afastam DELE, e as pessoas têm a oportunidade de buscar o que quiserem. Se buscamos as coisas certas, somos recompensados pela resultante proximidade com D’US.

Uma vez que D’US é a verdadeira perfeição, devemos entender que toda coisa negativa é resultado da falta da influência de D’US. Visto que a proximidade de D’US é a fonte de toda a bondade, segue-se que uma distância de D’US leva ao oposto — quanto mais longe de D’US, mais intensa ou extrema é a imperfeição!

O ser humano é único no fato de estar na encruzilhada entre os aspectos da perfeição e os da imperfeição. Quanto mais buscamos os aspectos da perfeição, mais nos aproximamos de D’US. Fazendo isso, obtemos prazer e perfeição de D’US — uma recompensa que conquistamos! (Infelizmente, se buscamos o caminho oposto, nos afastamos mais de D’US, com o resultado oposto).

Para que o propósito de D’US na criação do universo fosse cumprido, era necessário que o mundo contivesse tanto aspectos de perfeição como de imperfeição, assim como um ser com a capacidade de escolher entre eles. O mundo contém, portanto, muitas coisas de cada tipo, em graus muito variados. O ser humano, sendo a criatura com a capacidade de escolher seu caminho, é o objetivo final da criação; tudo o mais é um meio para atingir o objetivo do ser humano de realizar seu potencial. O trabalho do ser humano neste mundo é aperfeiçoar sua mente e seus traços de caráter. Isto é o que o aproximará de D’US. As coisas que afastarão uma pessoa de D’US são uma preocupação com coisas mundanas e maus traços de caráter.

© Rav Jack Abramowitz

Traduzido do inglês por Projeto Noaismo Info: © Projeto Noaismo Info

O Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info dedica este estudo para a paz dos últimos instantes de vida de uma pessoa muito especial em nossa vida, sem a qual sequer existiríamos enquanto pessoas (I.P.B.)!

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info

SÉRIE: CONHECENDO D’US (Parte 1 – Aproximando-se de D’US)

O Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info
(sitebneinoachprojetonoaismo.info)
ORGULHOSAMENTE
APRESENTA,
GRAÇAS A D’US,

 

SÉRIE:
CONHECENDO D’US
(Parte 1 – Aproximando-se de D’US)

 

Introdução por Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info

Shalom para todo mundo!

Hoje, 1° de janeiro, é o Dia da Fraternidade Universal.
Nada melhor do que começarmos o ano exatamente tratando do COMEÇO DE TUDO, O INÍCIO DE TUDO, ou seja, da FONTE DE TUDO, A ORIGEM de todas as coisas: D’US.

Diferentemente do Deus das religiões, O D’US da Torá é O D’US do universo, O D’US do mundo, O D’US da humanidade, a saber, O D’US de todas as pessoas: O D’US dos integrantes do Povo de Israel e O D’US dos integrantes dos povos do mundo.
Qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, em qualquer momento, sem a necessidade de religião alguma, pode estar conectada a ELE e pode inclusive vir a conhecê-LO.

São as religiões (que são todas invenções do próprio ser humano) que dividem a humanidade. Se todos se conscientizassem de que a Moralidade também é Criação de D’US, de que D’US é O CRIADOR da Moralidade e que, portanto, é ELE QUEM Estabelece o que é o certo e o que não o é, e que todos estão sujeitos às mesmíssimas Leis Morais, assim como todos estão sujeitos às mesmas Leis Físicas, haveria realmente uma Fraternidade Universal.

Diferentemente dos livros sagrados das religiões, a Torá (aqui, no sentido de bíblia judaica), a Palavra Original de D’US, começa com D’US e termina com D’US.
Também diferente dos livros sagrados das religiões, O PRÓPRIO D’US Assinou O SEU SANTÍSSIMO NOME PRÓPRIO, PARTICULAR, EXCLUSIVO, na Torá (como veremos futuramente).

Vemos com os nossos próprios olhos como simplesmente acreditar em D’US, na verdade, acreditar em um conceito de um Deus Criador de todas as coisas, não basta para alcançarmos a Fraternidade Universal.
Isto porque ainda assim as próprias pessoas podem interpretar à sua própria maneira o que é que esse Deus quer delas. E com cada pessoa interpretando por conta própria o que esse Deus estabeleceu para elas cumprirem, haverá milhões ou mesmo bilhões de vontades divinas.
Certamente o que D’US exige socialmente de uma pessoa, ELE exigiria de todas.
Portanto, apenas acreditar no conceito de um Deus Criador de tudo não é o suficiente (apesar de já ser alguma coisa), é preciso saber que há de fato O D’US CRIADOR de tudo (o que significa entender que ELE é exatamente O D’US de tudo) e conhecê-LO, para que alcancemos a Fraternidade Universal.

E é exatamente este o propósito desta matéria aqui que será, graças a D’US, uma Série de várias matérias que sairão durante todo o ano, Série esta a que denominaremos:

CONHECENDO D’US,

pois se todos têm a obrigação de cumprir Mandamentos Divinos Universais, para isto acontecer todos têm de primeiro conhecer esses Mandamentos, e para se conhecer tais Mandamentos, então todos têm sim a obrigação de conhecer QUEM os deu, conhecer a D’US.

E para ser possível falarmos tanto de D’US quanto da obrigação universal de se conhecê-LO, excepcionalmente estrearemos esta Série (CONHECENDO D’US) já com duas matérias (prosseguindo, como já dissemos, com a ajuda de D’US, com uma matéria por mês todo o ano).

Boa Série!

 

O judaísmo, diferentemente das religiões, não ensina que apenas os judeus são filhos de D’US. “Os não-judeus também são filhos de D’US.” Declara o Rabi Jack Abramowitz. “Todo ser humano é filho de D’US (metaforicamente falando)”, conclui ele. Para demonstrar isto, o Rabi Jack Abramowitz explica:
“Os sábios de Israel (no Talmud) nos dizem que quando os egípcios estavam se afogando no Mar Vermelho, os anjos queriam cantar canções de louvor a D’US, mas ELE não permitiu que cantassem. ELE disse: “MEUS filhos estão se afogando no mar e vocês querem cantar?” Sim, os egípcios tinham sido os opressores dos judeus, mas ainda eram filhos de D’US, como todos os outros. E ELE Quer o melhor para todos os SEUS filhos, e é por isso que ELE enviou o profeta Jonas para exortar o povo de Nínive a se arrepender.

Então, qual é o seu propósito (o propósito da existência do não-judeu no mundo)? Pelo que entendo, todos nós temos o mesmo propósito: desfrutar deste mundo maravilhoso que D’US nos deu, tentar chegar o mais perto possível DELE e fazer todo o possível para deixar as coisas um pouco melhores do que as encontramos. D’US pode ter dado a judeus e não-judeus ferramentas diferentes para o trabalho, mas eu ainda acredito que nossos objetivos são essencialmente os mesmos.”

Então isto só pode significar que não é necessário ou preciso ou obrigatório tornar-se judeu para se ser filho de D’US, já que todos o são.
E isto só pode significar também que há uma Fonte Comum de Revelação da Vontade de D’US para cada pessoa.
Que Fonte é esta?

O Rav Tzvi Freeman explica:
“Existe o judaísmo e existe a judeidade (ou judaicidade), e eles não são a mesma coisa. Judaísmo é sabedoria para cada pessoa do planeta e ainda muito mais do que isso. Também o chamamos de Torá. [Sim, isso mesmo, judaísmo e Torá são sinônimos.] Torá significa “o ensino”, e é uma mensagem divina para todos os seres humanos contendo os princípios que uma grande parte da humanidade já os aceitou como verdades absolutas. A idéia de que a vida humana é inestimável é um ensinamento originado na Torá, pois está relacionado com o conceito de que todos os seres humanos são criados iguais. [Em outras palavras, trata-se do Ensinamento Inédito na História Humana da “irmandade da humanidade sob D’US.”] Assim também, o direito de cada indivíduo à alfabetização e à educação foi trazido ao mundo através da Torá. E a paz mundial como valor e meta foi pregada exclusivamente pela Torá e seus profetas milhares de anos antes que se tornasse popular no resto do mundo. E claro, a idéia de que há uma única incorpórea EXISTÊNCIA Que criou e mantém toda a realidade, e SE preocupa com tudo o que acontece com cada indivíduo, dando assim a cada pessoa, criatura, evento e objeto um significado, propósito e destino — é um ensinamento principal sobre o qual repousa todo o resto, e o ensinamento central da Torá.”

Conhecendo D’US

A única maneira de se aproximar de D’US é O conhecendo. Muitas pessoas inventam suas próprias noções de D’US, mas tudo o que estão fazendo é imaginando um ser que não existe e chamando-o pelo NOME DAQUELE Que Existe. (Isto será visto posteriormente na seção O que D’US não é.) O verdadeiro serviço de D’US só pode começar quando se investiu o esforço necessário para formar uma idéia precisa DELE (na medida em que tal coisa é humanamente possível). Para este fim, a Torá diz: “Foi-lhe mostrado para que você saiba que Hashem é D’US; não há ninguém além DELE…. Portanto, saiba hoje e coloque em seu coração que Hashem é O D’US, não há outro” (Deuteronômio 4:35, 39). Vemos neste e em outros versículos semelhantes que o conhecimento de D’US é um pré-requisito para os níveis mais elevados de serviço a ELE, uma vez que o amor de uma pessoa por D’US é proporcional ao conhecimento que ela tem sobre ELE. Essa ideia é reforçada por versículos como I Crônicas 28:9, em que o rei David diz a seu filho Salomão: “Conheça O D’US de seu pai e sirva-O com um coração puro… se você buscá-LO, ELE será encontrado por você….”

O Rabi Maimônides lembra que nossa conexão com D’US é o poder do intelecto que ELE nos deu. Está ao nosso alcance fortalecer este vínculo e também enfraquecê-lo. Podemos exercitar este “músculo” usando-o para buscar o conhecimento e o amor a D’US; ele se atrofia quando o usamos para outros propósitos. Mesmo a pessoa mais sábia do mundo é capaz de romper a conexão com D’US quando as circunstâncias exigem que ela se concentre nas preocupações mundanas. É por isso que os piedosos limitaram a quantidade de tempo que eles podiam gastar com coisas temporais, para que D’US pudesse estar constantemente diante deles.

As mitsvot, incluindo coisas como rezar (oração) e ler a Torá, existem para ocupar nosso tempo e encher nossas mentes com coisas divinas em vez de coisas mundanas. Enquanto estivermos cuidadosamente comprometidos com as mitsvot [como nos diz o Rav Shimshon Bisker, o Rabino Supervisor do Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info, os integrantes do Povo de Israel com as 613 mitsvot, e os integrantes dos povos do mundo com as 7 mitsvot universais], estaremos em comunhão com D’US. Se apenas seguimos a rotina, cumprindo mitsvot de maneira mecânica e sem investir o pensamento adequado, pensando em nossos negócios ou outras coisas temporais, então não seremos melhores do que alguém cavando um buraco distraidamente sem pensar em suas ações. Isso não serve para nos elevar ou fortalecer nossa conexão com D’US. Em vez disso, é como Jeremias 12:2 diz: “Você está perto DELE com sua boca, mas longe DELE com seus pensamentos.”

Há, no entanto, uma maneira de corrigir o mau hábito de realizar mitzvot por rotina:
empenhando-se em dar total atenção a tudo o que está sendo lido ao estudar Torá e recitar bênçãos e rezas. Uma vez que você tenha dominado dirigir sua atenção exclusivamente para o serviço de D’US, tome cuidado para evitar que as preocupações mundanas o distraiam. Pensamentos sobre ganhar a vida, pagar as contas etc., devem ser reservados para momentos de negócios e conversação. Há tempo suficiente para tratar de assuntos temporais ao longo do dia, então não há necessidade de deixar que essas coisas interfiram nas horas reservadas para a espiritualidade.

Quando se está sozinho e relaxando, deve-se aproveitar a oportunidade para refletir intelectualmente sobre assuntos divinos. Isto lhe permitirá aproximar-se de D’US e servi-LO da maneira mais elevada possível.

Uma vez que uma pessoa tenha alcançado o verdadeiro conhecimento de D’US, e ela se regozije nesse conhecimento na medida em que D’US está sempre em primeiro lugar em seus pensamentos, então terá alcançado um estado descrito pelo rei Salomão: “Eu durmo mas meu coração está desperto; é a voz de meu AMADO Que chama” (Shir HaShirim 5:2).

© Projeto Noaismo Info
© Rav Tzvi Freeman
© Rav Jack Abramowitz

Traduzido do inglês por Projeto Noaismo Info: © Projeto Noaismo Info

O Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info dedica este estudo para a paz dos últimos instantes de vida de uma pessoa muito especial em nossa vida, sem a qual sequer existiríamos enquanto pessoas (I.P.B.)!

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Site Bnei Noach Projeto Noaismo Info